Não Sei

Autor  Hamiltom Brito


Não sei quem eu sou
Ou se sou, também não sei.
Não sei para onde eu vou
Tampouco sei de onde vim.
Há muito vivo um viver assim.
Não vejo o sorriso da leve brisa
 E não sinto da terra, o perfume.
Não sei que caminho tomar...
Sou folha morta na correnteza.
Sou pluma vagando pelo ar.
Flutuo preso à liberdade do vento
As forças da natureza mandam em mim.
É assim que eu vivo, é assim que eu sou.
Se é que isso é ser ou é viver.
Mas vou seguindo meu caminho
mesmo sem saber onde vai dar.
Deus queira não se bifurque
Porque senão, me perco de vez.
Ah! Se eu me achasse nos braços teus...




Créditos:
Top Liliana de Luz Cristina
Tubes- vaso Crealine
Tube feminino-MTM(Brigite)

 

(Repasse com os devidos créditos)

Voltar


Copyright © 2007- Todos os direitos reservados. 
Webdesigner Ângela*Poesi@
Publicado em: 18.10.2003 Atualizado em:  24.09.2013