Tributo a não sei quem

 Hamilton Brito



Eu nunca vi o seu rosto...
Nem imagino o jeito que você é.
Mas sinto o que tens na alma.
O que leio de você, me acalma.
Sua imagem me lembra poesia
Daquelas, com encanto e magia
Que só a sua verve sabe compor.
Você fala de amor como ninguém
Mesmo quando fala de dor
O faz com eloquente suavidade
Que se esvai toda a maldade
Que toda dor costuma ter.
E lendo você uma hora e outra
Conto agora cada minuto que passa
Na esperança que o  email traga
Um verso ou um conto seu.
Assim, minha poeta desconhecida
Tenho um amor sem saber por quem
Apenas e tão somente
Porque você escreve ...como ninguém

 

 

Créditos:


Tube Feminino:Occhi Blu
Tube Misted :LB Tubes
Tube vaso:Lut

 

(Repasse com os devidos créditos)

Voltar
 

Copyright © 2013- Todos os direitos reservados. 
Webdesigner Ângela*Poesi@
Publicado em: 18.10.2003 Atualizado em:  01.11.2014