O que sou...

Autor Hamilton Brito



Eu não sou semente
Mas você é flor.
Você é puro sorriso
Que remete ao paraíso
E eu, eu o que sou?
Você uma linda construção
E eu vivendo a ilusão
De um dia em você morar.
Pelo menos posso sonhar...
Vivo na agonia da saudade
De um amor que eu não vivi.
Você é meta sem chegada
E eu sem você não sou nada
E é assim que assim é.
Se me perguntam quem sou
Digo que sou um céu sem estrelas
Se me perguntam o que eu quero
Digo que ninguém pode me dar
Se me perguntam o que tenho
Digo que sou muito rico de dor
Se me perguntarem o porquê?
Direi que nunca terei o seu amor.
 

Talvez não seja...
Nidia Vargas Potsch


Toda essa tua idealização,
Flor quase murcha,
vivendo aos solavanos
precisando ser adubada com amor
com carinho e devoção.
Talvez longe de ti
vá perecer mais cedo.
Por que, amor, tantos desencontros?
Parece até que estou em outra dimensão....
Somos frutos maduros separados
enraizados em outras plagas.
Mas talvez um dia possamos
nos encontrar em outros tempos
ou nas asas da poesia, quem sabe?
@Mensageir@



Tomara...
Hamilton Brito

Pois é
mas nao escolhi ser assim
Se foi Deus...
Será que foi?
Se foi, seja feita a Sua vontade.
Mas a minha
se contrapõe a Dele
e eu preciso ser feliz.
Se aparecer longe
que se aproxime logo
pois o tempo urge.
Fico contente pela
esperança que ressurge.
Não.
Em outros tempos, não.
Neles, talvez eu nao seja o mesmo
e a poesia possa não
mais existir em mim.
Se tiver que ser
que seja agora.
Sou fruto maduro
a beira de apodrecer...
Não quero rolar com as flores
ao sabor do vento do outrono.
Estou pronto para amar
e seja lá
o que tiver que ser.


 

Créditos:

Tube vaso: Linda psp e Crealine
Tube Feminino - Linda Gatita

 

(Repasse com os devidos créditos)

Voltar
 

Copyright © 2013- Todos os direitos reservados. 
Webdesigner Ângela*Poesi@
Publicado em: 05.09.2013 Atualizado em:  24.09.2013